Muitas foram as mudanças comportamentais através dos anos, isto também se reflete na fotografia.

Em meados de 1970, as mulheres tinham vergonha de exibir sua gravidez, se disfarçando até o nono mês com roupas discretas e recatadas; era inconcebível que uma mulher de família deixasse sua barriga à mostra.

Quebrando estes paradigmas da época, surge a atriz Leila Diniz em um registro icônico na praia. Trajando apenas um biquíni, escandalizou a sociedade ao exibir sua gravidez. Foi pioneira mais tarde, deixando-se fotografar nua, com o ventre crescido, pelo fotógrafo David Drew Zingg.

Décadas depois, celebridades como Luma de Oliveira e Demi Mooore fizeram o mesmo, porém sem a reprovação do público.


O ensaio de gestantes

A gestação traz consigo muitas mudanças, não só físicas, mas hormonais e emocionais. A insegurança de viver algo desconhecido, misturada com a expectativa do nascimento de um milagre… Já pensou? A gestante está extremamente sensível e sonha com o registro de um ensaio dos sonhos.

A magia da gestação traz uma emoção nova para a mulher, um brilho especial no olhar, uma beleza em toda sua plenitude. Vejo cada vez mais que as gestantes querem em seu momento especial o registro de mulheres de personalidade, fortes, ativas. A gestante trabalha, vai à academia, namora seu parceiro… não é vista mais como alguém convalescida. Este empoderamento eleva a autoestima aflorando ainda mais a beleza da mulher, diz a fotógrafa.

O olhar do fotógrafo

Quando sou procurada pelo casal, abordo seus gostos pessoais, para que sua personalidade esteja presente em cada registro.

O trabalho com gestantes é um de meus preferidos. Ser escolhida para retratar um momento lindo como este é um privilégio e uma responsabilidade muito grande para mim.

Gosto de trabalhar com uma iluminação personalizada, que contorne o corpo e as curvas da mulher em seu melhor momento. Isto exige que a pele fique um pouco mais a mostra para que possamos trazer emoção ao expectador, a contemplação, a espera, a expectativa.

Frequentemente acontece dos futuros papais nunca terem entrado em um estúdio fotográfico, o que gera um pouco de timidez ou nervosismo. É importante que o profissional tenha sensibilidade para perceber isto e deixar o casal a vontade, para que
consiga registrar momentos espontâneos da família que começa a aumentar.

É um dia de profunda conexão com seu bebê.

Dúvidas ou sugestões: fabiolaitofotografa@gmail.com
Fabíola Ito é fotógrafa profissional, Pós graduada em Fotografia e Mídias Digitais. É especialista em fotografia feminina e retratos de família.